fone 0800 772 8445   (11) 4527-3444
 
celular-e-trabalho

Celular no trabalho: será que pode?

Produtividade baixa, erros operacionais e até acidentes estão inclusos na lista dos problemas que a utilização excessiva dos aparelhos pode ocasionar.

Uma notificação na rede social ou uma mensagem daquele grupo agitado em um aplicativo de conversa instantânea.

Basta apenas um toque ou a tela acender que as mãos se estendem até o celular e pronto: lá se vão bons minutos ocupados com ele. O rápido avanço da tecnologia dos celulares tem alterado o modo de comunicação entre os indivíduos, o que inclui o comportamento dos profissionais em local e horário de trabalho.
Uma das questões que se apresenta na atualidade é o limite de uso de celulares durante o expediente de trabalho.

De acordo com Aguinaldo Perini, gerente do Departamento de Recursos Humanos do Grupo Anchieta “a discussão sobre a utilização do celular no ambiente de trabalho ganha relevância a cada dia, e é certo que estamos cada vez mais dependentes desse recurso na vida pessoal e profissional. Porém, o uso indiscriminado de celulares no ambiente de trabalho torna-se preocupante quando compromete a produtividade, a qualidade e principalmente a segurança.
O empregador pode regulamentar ou até proibir a utilização, considerando os riscos. Algumas convenções coletivas, como a da área da construção civil, já incluíram cláusula proibindo a utilização de celular em serviço por causa dos riscos associados a esse uso. O trabalhador deve ser coerente e utilizar esse recurso de forma consciente, para não perder esse benefício ou sofrer as penalidades previstas”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

*

*